Você já correu para comprar algo que estava em promoção? Já imaginou que um produto ou serviço era bom porque sempre via muitas pessoas entrando e saindo de um estabelecimento? Pois saiba que suas ações foram influenciadas pelos gatilhos mentais.

Não sabe do que estamos falando? Descubra agora o que são gatilhos mentais e veja algumas dicas de como usá-los em seu negócio.

O que são gatilhos mentais?

O comportamento do ser humano foi se padronizando ao longo de milhares de anos. Aprendemos que não era bom comer aquilo que certos animais recusavam e que ter a aprovação de um grupo era fundamental para a sobrevivência de um indivíduo.

Esses comportamentos nos acompanham até hoje e podem ser facilmente observados em situações comuns do cotidiano. Você acha seguro comprar um celular de uma marca cujo nome você nunca ouviu falar? Provavelmente não. A coisa pode mudar de figura, no entanto, se você vir dezenas ou centenas de pessoas comprando o dito celular.

Esse foi apenas um pequeno exemplo de como os gatilhos mentais estão presentes em nossas vidas e, principalmente, no marketing.

Quais são os gatilhos mentais mais comuns?

1. Gatilho da antecipação

Por que os trailers de filme existem? A razão é o gatilho da antecipação, que também pode ser interpretado como curiosidade. Trailers apelam para a nossa curiosidade. Como será a continuação daquela cena? Que outros tipos de piada veremos naquele filme? Até mesmo telejornais fazem uso do gatilho da antecipação. É por isso que você vê os âncoras do Jornal Hoje listando algumas das principais notícias durante intervalos comerciais na programação da Globo.

Marcas como a Pepsi usaram o gatilho da antecipação para promover alguns de seus produtos, como a Pepsi Twist, deixando no ar o mistério de quem seria o dublador do mascote do produto.

Esse tipo de gatilho pode ser muito bem usado em ações online ou até mesmo para deixar o público curioso sobre alguma novidade que será revelada em um evento.

2. Gatilho da reciprocidade

Se um amigo lhe ajuda, é comum que você sinta que quer retribuir o favor, não é mesmo? Isso se chama reciprocidade, e atualmente o marketing faz bastante uso desse sentimento.

Já ouviu falar sobre marketing de conteúdo? Toda essa estratégia tem como base o gatilho da reciprocidade. A ideia é bastante simples: ofereça dicas e informações relevantes ao seu público-alvo e faça com que ele tenha uma lembrança positiva da sua marca, que agora será vista como uma marca que ajuda os clientes.

Se aquela marca lhe ajudou, é normal que você a procure primeiro na hora de fazer uma compra. Essa atração é algo bem trabalhado dentro do Inbound Marketing.

3. Gatilho da autoridade

Você já se perguntou por que damos tanta importância aos diplomas e certificações? As pessoas querem ter algum tipo de garantia de que aquele profissional ou empresa na frente delas é de confiança.

Um grande case de uso do gatilho de autoridade é o da Apple, que se posicionou no mercado como a melhor opção para vários artigos eletrônicos. A empresa fez isso ao focar na qualidade de seus produtos, atendimento e durabilidade.

Como a sua empresa pode fazer isso?

Para ser uma autoridade, a empresa precisa mostrar duas coisas:

  • capacidade de atender desejos;
  • capacidade de resolver problemas.

A Apple forneceu aos seus usuários produtos mais bonitos, com design e funções inovadoras, ao mesmo tempo em que garantiu resolver problemas de durabilidade, uso e até mesmo atendimento ao público.

A melhor forma de iniciar esse processo é fazer uma boa pesquisa sobre o que o seu público mais quer e precisa, comparando os resultados com o que a sua marca é capaz de oferecer neste momento.

Gostou desse conteúdo e consegue visualizar como aplicá-lo em seu negócio? Aproveite para entender como construir uma marca memorável e se posicionar como uma autoridade para o seu público!

[email protected] | + 55 48 3304-6549