Correr é o melhor remédio: aos 57 anos Elisete descobriu no esporte a leveza e a força que precisava no seu cotidiano

Por 24 de novembro de 2015institucional

Elisete de Sá começou a correr aos 57 anos. Hoje, aos 60, coleciona medalhas e troféus, sendo dois deles o de primeira colocada em sua categoria no Beach & Mountain Challenge. Pouco antes de descobrir a corrida, Elisete só fazia caminhadas. Passava por momentos difíceis com a perda do marido e, em vez de procurar uma terapia, como muitos aconselhavam, a melhor solução foi começar a correr.

A decisão surgiu quando ela viu no Facebook a página da Assessoria Esportiva Vidativa Floripa. Ela reconheceu, em uma foto do grupo, o Morro do Lampião – que fica ao lado de sua casa. Entre um post e outro, crescia a vontade de poder unir em uma mesma atividade algo que faria bem para a sua mente e para o seu corpo. Sem contar que poderia formar um novo círculo de amizades. Ela criou coragem e resolveu mandar uma mensagem para o treinador da Assessoria, perguntando se eles aceitavam idosos na equipe.  A resposta foi que se ela não tivesse nenhum problema sério de saúde, não teria problema algum.

Já na primeira aula experimental, em maio de 2013, sem nunca ter praticado corrida antes, Elisete percorreu 6km, caminhando apenas nas subidas. Foi apaixonante. No mesmo mês, ela estava participando de sua primeira prova: a Maratona de Floripa, onde fez 5km. O clima de uma prova foi emocionante e Elisete se lembra de pensar: “como é que eu nunca tinha visto isso antes?”.

Agora em toda corrida de rua que acontece em Florianópolis, lá está a Elisete: se superando e esticando a quilometragem. Nas duas edições do Beach & Mountain Challenge, conquistou o 1º lugar da sua categoria. Na avaliação da Elisete, trata-se de “uma corrida difícil e que exige bastante do atleta nas subidas, mas todo o esforço é recompensado pelo prazer de correr em um percurso com paisagens tão lindas”.

O melhor de todas as conquistas foi quando a filha mais nova, a Priscila, começou a correr com ela. O relacionamento entre as duas se fortaleceu e Priscila acabou conhecendo o Daniel, hoje seu noivo, que também treinava na assessoria esportiva da Elisete.

A atleta tem uma disposição que deixa para trás muitos jovens de 20, 30 anos. A musculação e o pilates são sagrados três vezes por semana. Nas terças, quintas e sábados, é a vez de treinar com o pessoal da Vidativa Floripa. Tamanha dedicação prepara Elisete para as competições de aventura, que são as que ela mais gosta. “Quanto mais trilha, morros e obstáculos, melhor!”.

Seu objetivo agora é treinar para a próxima corrida de São Silvestre, que acontece ainda neste ano. Em 2016, quer correr a sua primeira meia maratona. Quem acompanha a Elisete desde o início não tem dúvidas de que ela vai conseguir.

[email protected] | + 55 48 3304-6549